Ford

Ford Puma Hybrid – o regresso de um ícone, agora em formato SUV – SPUNIQCARS VLOG #16

NOTA IMPORTANTE: altamente recomendado ver o vídeo de princípio ao fim, para uma melhor experiência de visualização e a fim de não perder pitada de mais uma obra do blogue SPUNIQCARS!

A Ford decidiu ressuscitar um ícone que já tinha sido baseado numa geração corrente do Fiesta: o Ford Puma. Com a grande novidade de transformar o anterior formato coupé num agora módico formato B-SUV, sobretudo para mais facilmente concorrer com outras propostas do segmento, cada vez mais em voga.

Mantendo o perfil desportivo da geração original, volta a basear-se na plataforma do Fiesta corrente, apostando sobretudo num design que segue a linhagem dos atuais Fiesta e Focus, no espaço interior muito bem aproveitado e numa alta capacidade da mala (456 litros), que contém um compartimento por debaixo da bagageira de grande utilidade, sobretudo em viagens do tipo “off road”.

O Ford Puma é o primeiro modelo da marca fundada por Henry Ford a aderir à eletrificação da gama, apresentando uma gama de motores com sistema “mild hybrid”, que acopla um motor de combustão a um pequeno motor elétrico de 48 volts, responsável por auxiliar o motor de combustão nos arranques e, em situações de velocidade de cruzeiro, permitir a desativação de um dos três cilindros, contribuindo para a redução de consumos e de emissões e também para a não necessidade de carregamento da bateria através de tomada elétrica, pois neste contexto a autonomia da bateria é recuperada aquando das travagens. A gama de motores é assente no motor turbo 1.0 de três cilindros Ecoboost, com dois níveis de potência disponíveis (125 cv e 155 cv) e comandado por uma caixa manual de seis velocidades de manuseamento curto.

Tecnologicamente, o novo Puma é dotado da última geração do sistema de infoentretenimento, sendo também o primeiro a apresentar um painel de instrumentos totalmente digital, cuja agradabilidade se faz notar pela alteração do padrão de cor, consoante a alternância dos modos de condução que alteram o comportamento do carro e a gestão eletrónica do motor, que são: Normal, Eco, Sport, Slippery e Trail.

Como seria de esperar, a qualidade de construção a que a Ford nos tem habituado positivamente foi bem transportada para a nova geração do ícone e, com isso, a posição de condução, de índole desportiva.

A nova coqueluche da Ford – o primeiro dos 14 modelos eletrificados da gama que será apresentada ao longo de 2020 – está disponível com três níveis de equipamento (Titanium, ST-Line e ST-Line X), com preços a partir de 20 mil euros.

Um agradecimento especial à C.A.M. (Porto) por me ter proporcionado este test-drive, ao abrigo do evento de lançamento deste novo modelo.

Espero que se divirtam com este vídeo! Um abraço a todos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: